MEI: Projeto no Senado aumenta limite da receita para R$ 130 mil

Design Sem Nome (1) - Intense Consultoria

Compartilhe nas redes!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Uma ótima notícia para os microempreendedores que querem expandir seus negócios. Foi aprovado no Senado Federal o Projeto de Lei Complementar (PEC) que aumenta de R$ 81 mil para R$ 130 mil o limite para receita bruta anual permitida para enquadramento como MEI.

E vai mais além, ao invés de apenas um, dois funcionários poderão ser admitidos, desde que recebam, cada um, o salário-mínimo ou o piso salarial da categoria profissional.

A iniciativa partiu do Senador Jayme Campos (Democratas/MT) e vai ajudar o empreendedor que já está enquadrado como MEI, permitindo a ampliação de sua atividade econômica. Estas são mais duas vantagens para aqueles que querem abrir ou expandir seus negócios, formalizando a sua empresa e ainda podendo contar com todos os benefícios do INSS. Entre eles, auxílio-doença, pensão por morte, salário maternidade e aposentadoria.

Mais vantagens em se enquadrar no MEI

Quem é MEI tem o pagamento de carga tributária reduzida, por meio de um sistema de recolhimento único, o Documento de Arrecadação Simplificada de valor fixo, em comparação às alíquotas do Simples, que incidem sobre a receita bruta e são progressivas de acordo com a faixa de faturamento. Tal proposta tem potencial para movimentar a economia e ajudar a reduzir os índices de desemprego.

A formalização como microempreendedor individual permite também a emissão de notas fiscais e o acesso a coberturas previdenciárias. A proposição tem, assim, potencial para movimentar a economia e ajudar a reduzir os índices de desemprego, tanto por meio do incentivo ao empreendedorismo quanto por possibilitar a abertura de novos postos de trabalho

Após passado pelo Senado, o Projeto será encaminhado para a Câmara dos Deputados onde será analisado.

Quais são os impostos do MEI? 

O Microempreendedor Individual deve recolher estes três impostos mensalmente.

  • ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias);
  • INSS (Instituto Nacional do Seguro Social);
  • ISS (Imposto Sobre Serviços).

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio. Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar.

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com toda burocracia, risco de inadimplência e ainda ter a certeza de que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio.

 

Fonter: jornalcontabil

Fique por dentro de tudo e não perca nada!

Preencha seu e-mail e receba na integra os próximos posts e conteúdos!

Compartilhe nas redes:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Posts Relacionados

Precisa de uma contabilidade que entende do seu negócio ?

Encontrou! clique no botão abaixo e fale conosco!

Recomendado só para você
Ao abrir um CNPJ é muito comum a empresa ser…
Cresta Posts Box by CP